Detran realiza 149 ações alusivas ao Maio Amarelo

Simulador de direção, óculos 3D, performance com personagens vítimas de acidentes, blitzen, jogos educativos, carreatas, palestras e o programa Detranzinho. Diversas dinâmicas foram utilizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito de Goiás para levar a mensagem do Maio Amarelo aos goianos. Só neste mês, realizou 149 atividades educativas, abordando 52,5 mil pessoas. O movimento mundial de atenção à vida e pela redução dos acidentes de trânsito foi encerrado nesta sexta-feira (31/5) com uma carreata de veículos de permissionários e parceiros e a soltura de balões em homenagem às vítimas de acidentes de trânsito.

Dados da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, revelam que, em 2018, foram pagas 19.172 indenizações por acidentes de trânsito em Goiás. Dessas, 1.680 são por mortes e 13.440 por invalidez. O Observatório Nacional de Segurança Viária aponta que, no Brasil, os acidentes automobilísticos são responsáveis por cerca de 40 mil vítimas fatais anualmente. “Enquanto órgão executivo de trânsito e cidadão, não podemos ficar inertes diante desse cenário caótico. Precisamos do apoio e da colaboração da população para construir um trânsito mais seguro para condutores, ciclistas e pedestres”, pondera o presidente do Detran-GO, Marcos Roberto Silva.

Para o presidente, o Maio Amarelo é uma oportunidade a mais para sensibilizar e chamar a sociedade para fazer parte da solução. “Por meio de parcerias, conseguimos fazer a mensagem de que ‘no trânsito, o sentido é a vida’ ecoar de forma eficiente”, explica. Neste mês, foram realizadas 43 ações educativas em 13 cidades do interior do Estado, em conjunto com superintendências municipais de trânsito e prefeituras. Em Goiânia, aconteceram 104 atividades em parceria com empresas, instituições de ensino e hospitais como o Hugol, Hugo e Crer, referência em tratamento de vítimas de traumas.

Um dos destaques do movimento em Goiás foram as blitzen educativas realizadas por educadores do Detran-GO em parceria com a Associação de Deficientes Físicos do Estado de Goiás (Adfego) e Associação dos Acidentados do Trabalho (Aciteg). Na ação, cadeirantes e amputados participaram das abordagens nas ruas de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia, segurando cartazes com a mensagem: “Ainda tem gente que não respeita o trânsito”, chamando a atenção da sociedade para as consequências da imprudência. (Clique aqui para ver o vídeo da blitz).

Maio Amarelo
O Maio Amarelo é um movimento mundial pela redução do número de mortos e feridos no trânsito, que busca, por meio de ação coordenada entre poder público e iniciativa privada, estimular o debate sobre segurança viária. Maio se tornou referência mundial na soma de esforços pela vida, porque foi neste mês, em 2011, que a Organização das Nações Unidas, estabeleceu Década de Ação para a Segurança no Trânsito. Nesta 6ª edição, o movimento adotou o tema: No trânsito, o sentido é a vida.

No âmbito nacional, a campanha publicitária utilizou o mote “Me ouça”. No vídeo, em tom dramático, crianças chamam a atenção dos pais para a necessidade de repeitar as leis de trânsito. Ao final, o locutor convida o telespectador a fazer a sua parte para um trânsito mais seguro. Em Goiás, o lema foi “Sem ação, suas palavras não têm sentido”, aludindo ao comportamento de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres, que precisa ser alinhado com o anseio da sociedade por segurança viária.

Fonte: Gerência de Comunicação do Detran-GO



Precisa de ajuda?